Início >> Notícias

Notícias

  • Seminário

Título: “Hydrothermal synthesis of Ti(III)AlPO-5 materials and their catalytic performance in the selective oxidation of olefins”.
Dr. Joaquín Pérez-Pariente, Instituto de Catálisis y Petroleoquímica, CSIC, Spain.

​Data: 04 de março.
Horário: 15h00

Local: Auditório "Inés Joekes", IQ. 

Summary: The ability of Ti-substituted molecular sieves to catalyze the selective oxidation of organic compounds in liquid phase under mild conditions is very much dependent upon the chemical environment of the Ti centers. In contrast with the good performance exhibited by Ti-containing silicon-based materials as zeolites and ordered mesoporous solids, that of Ti-subsituted AlPO4 microporous materials is  rather poor. By analyzing the main differences existing between Ti-zeolites and TAPOs regarding their physicochemical properties, we have designed a new synthesis route toward active and selective TAPO catalysts which involves the incorporation in the framework of Ti ions in low oxidation state, namely Ti(III), instead of Ti(IV) used to prepared conventional TAPOs materials. Several physicochemical techniques used to characterize the Ti(III)-containing materials prepared by hydrothermal synthesis shows that the Ti(III) cations have been indeed incorporated in the framework by isomorphous substitution. Under appropriate conditions, the activity of these TAPO catalysts is quite close to that of zeolites, but it has been found that the allylic oxidation of cyclohexene is strongly promoted, in contrast with the double-bond epoxidation pathway commonly observed for Ti-zeolites.
 
Docente responsável: Heloise de Oliveira Pastore

 

  • Programa de Seminários do IQ-Unicamp, Março/2015

Título: "Aplicação de estratégias “ômicas” no estudo de doenças neurodegenerativas".
Profª Drª Alessandra Sussulini, DQA, IQ-Unicamp.

Data: 05 de março 
Horário: 16:00 h.

Local: Auditório "Inés Joekes", IQ.

Resumo: Recentemente, métodos bioanalíticos envolvendo estratégias “ômicas” vêm sendo amplamente desenvolvidos e aplicados na investigação do conjunto de proteínas (proteômica), metabólitos (metabolômica) ou metais, semimetais e não-metais (metalômica) presentes em células, tecidos ou fluidos biológicos. Ao comparar o conjunto de biomoléculas e/ou elementos presentes em amostras em condições normais e alteradas, é possível detectar indicadores que caracterizam cada situação, também chamados de biomarcadores. Atualmente, há um grande interesse na busca por biomarcadores que permitam o aprimoramento do diagnóstico de doenças, da compreensão dos mecanismos moleculares envolvidos em suas fisiopatologias, bem como na avaliação da eficácia de intervenções terapêuticas. Neste contexto, diferentes abordagens “ômicas” foram empregadas na investigação do transtorno afetivo bipolar e seu tratamento com lítio e da doença de Parkinson e seu tratamento com levodopa. Os resultados obtidos nestes estudos serão discutidos, bem como alguns aspectos teóricos e experimentais das metodologias proteômica, metabolômica e metalômica.